Jump to content
Servidor
  • Servidor= IP.NPSAMP.COM.BR:7777/TS3= TS.NPSAMP.COM.BR

[ADMIN]Baidu

Administrador de Lideranças

About [ADMIN]Baidu

  • Rank
    Membro de Honra

Profile Information

  • Sexo/Gênero
    Homem

Recent Profile Visitors

2,081 profile views
  1. Que a ignorância passe sempre longe, palavras sinceras e curtas valem mais a pena do quê frases longas e falsas.

  2. CONTO COM SEU APOIO. EVERTON_ELTON O SEU MILITAR NO PODER!!

  3. Esclarecimento sobre: Após um relato, o autor deste estava voando, claro, achei estranho. Esperei por um tempo até que então, ele aparece não mais voando, e sim, abaixo do chão. Rapidamente ele sai do chão e vai até a bicicleta e, logo pegando-a. Como disse acima, esperei por um tempo para ver se era apenas um "bug" visual ou algo do gênero. Após reiniciar a perseguição policial, ele correu até a estação de El Corona e lá, novamente, fez o ato. Para prevenção dos players, este foi banido até o fim deste tópico onde será realmente declarado banido ou não. Não acabei respondendo ele após o banimento por motivos pessoais, tive que dar uma breve saída. Enfim, está tudo registrado ai. Caso não seja realmente um aproveitador, que seja desbanido. Cordialmente; Baidu. Provas:
  4. Estou daqui torcendo por todos, espero que o eleito consiga fazer o "papel" de governador. Boa sorte a todos!
  5. O QUE É A MÁFIA YAKUZA: A Yakuza, também conhecida como gokudō, são os membros de grupos de uma organização criminosa transnacional originária do Japão. A polícia japonesa e a imprensa, os chamam de bōryokudan ("grupo de violência"), enquanto os membros da Yakuza chamam a si mesmos de "ninkyō dantai" ("Organização Cavalheirescas"). Os membros são notórios por seus códigos de conduta estritos e natureza muito organizada. Eles têm uma grande presença na mídia japonesa e agem internacionalmente com um número estimado de 500 000 membros. HISTÓRIA: Apesar da incerteza acerca da origem das organizações yakuza, os yakuza mais modernos derivam de duas classificações que surgiram em meados do período Edo (1603 – 1868): dokai circle, aqueles que vendiam bens ilícitos, roubados ou de má qualidade; e os okada, aqueles que se envolviam ou participavam de jogos de azar. Os "tekiya" (mascates) foram considerados um dos mais baixos grupos sociais de Edo. Assim que eles começaram a formar organizações próprias, eles assumiram algumas tarefas administrativas relacionadas ao comércio, tais como alocação de barracas e proteção de suas atividades comerciais. Durante festivais xintoístas, esses mascates abriam barracas e alguns membros eram contratados para atuar como seguranças. Cada mascate pagava uma renda em troca do local da barraca e proteção durante a feira. O governo Edo posteriormente reconheceu formalmente tais organizações tekiya e concedeu aos oyabun (líderes) dos tekiya um sobrenome bem como a permissão para carregar uma espada – a wakizashi, ou espada curta samurai (o direito a carregar a katana, ou espada comprida samurai, permanecia de uso exclusivo das castas da nobreza e dos samurais). Este foi um grande passo para os comerciantes, já que antigamente somente os samurais e nobres podiam carregar espadas. Os Bakuto (apostadores) possuíam um nível social muito mais baixo que até mesmo os comerciantes, visto que as apostas eram ilegais. Muitas casas de jogo de azar surgiam em templos abandonados ou santuários na periferia de cidades e vilas por todo o Japão. A maior parte dessas casas de jogo operava negócios de agiotagem para seus clientes e eles normalmente mantinham seus próprios seguranças pessoais. RITUAIS: Yubitsume, ou o corte do dedo de alguém, é uma forma de penitência ou pedido de desculpas. Após uma primeira ofensa, o transgressor deve cortar a ponta de seu dedinho esquerdo e dar a parte cortada para seu chefe.[7] Algumas vezes o subchefe pode fazer isso em penitência ao oyabun se ele quiser poupar um membro de sua própria gangue de sofrer mais retaliações. Sua origem deriva a maneira tradicional de segurar uma espada japonesa. Os três dedos menores de cada mão são usados para segurar a espada com força, com o polegar e o indicador levemente soltos. A remoção dos dedos começando com o dedinho e indo até o indicador progressivamente enfraquece a mão de um espadachim. A ideia é que uma pessoa que não consegue segurar a espada firmemente necessita confiar mais no grupo para ter proteção – reduzindo ações individualistas. Em anos mais recentes, dedos postiços foram desenvolvidos para disfarçar a aparência diferente. Muitos yakuza possuem o corpo cheio de tatuagens (incluindo órgãos genitais). Essas tatuagens, conhecidas como irezumi no Japão, são frequentemente ainda feitos à mão, isto é, a tinta é inserida abaixo da pele usando ferramentas manuais não elétricas com agulhas de bambu ou aço. O procedimento é caro, dolorido e pode demorar anos para se completar. Quando membros da yakuza jogam cartas de Oicho-Kabu uns com os outros, eles normalmente retiram suas camisetas ou abrem-nas e amarram-nas na cintura. Isto lhes permite exibir suas tatuagens aos outros. Este é um dos únicos momentos em que os membros da yakuza exibem suas tatuagens aos outros, visto que eles costumam mantê-las escondidas em público com camisas de manga comprida e gola alta. Quando novos membros se associam, eles frequentemente não são forçados a remover suas calças para revelar qualquer tatuagem na parte inferior do corpo. CONFORMIDADE DE FALA DENTRO DO IC: Siga conforme seu personagem, como exemplo a Máfia Yakuza. Não fale igual um gangster, aja conforme um empresário, você dará com políticos. FUNÇÕES: Tráfico de armas, desenvolver política dentro do servidor, controlar empresas e logicamente o seu território de vendas (Galpão). REGRAS DAS MÁFIAS: Como dito suas funções acima, mafiosos não podem sair matando qualquer pessoa pelas ruas ou, muito menos, se meter em confusões. Mantenha a postura conforme sua chegada e saída de qualquer lugar. Não é porquê você é um mafioso que deve ser preso toda hora, aliás, ninguém quer ser preso. Evite roubos ao brilho do sol, apenas efetue roubos na escuridão da noite. Mande cargos menores para efetuar o roubo, o Oyabun cuida apenas "da grana". Siga as leis respeitando todos os policiais e políticos da cidade, mesmo você não gostando de algum deles.
  6. O QUÊ É A MÁFIA RUSSKAYA: Máfia Russa (em russo: Русская Мафия, transliterado Russkaya Mafiya), é a denominação generalizada dada a quaisquer dos grupos criminosos altamente organizados que surgiram na União Soviética, principalmente na Rússia, no final dos anos 1980. Outras denominações genéricas para estes grupos são Bratva (em russo: братва: "A Irmandade",), de contexto informal, Organizatsiya (em russo: Организация: "A Organização"), uma denominação coletiva mais formal e Vory v Zakone (Bandidos dentro da Lei), eufemismo utilizado principalmente para se referir a um grupo restrito de indivíduos pertencentes a esses grupos, normalmente os mais bem sucedidos dentro a hierarquia criminal. A grande maioria destes grupos estão atualmente extintos, após um período de grande influência na década de 1990. Entre as organizações mafiosas russas mais conhecidas estão a Tambovskaia, de São Petersburgo, as gangues de Balashikhinski, Orekhov e Solntsevo, todas de Moscou, a Uralmash, de Ecaterimburgo, e a Chetchenskaia, da Chechênia. No plano internacional, os mais conhecidos grupos criminosos de origem russa são o Círculo dos Irmãos, com atividades no Oriente Médio, África e América Latina, o Nevski, com atividades nos Estados Unidos, e o Obtshak-Ühiskassa, aliado à máfia da Finlândia. HISTÓRIA: Com a consolidação do regime soviético na Rússia, as autoridades fundaram campos de trabalho forçado de segurança máxima, com o objetivo de punir quem fosse considerado inimigo de Estado em maior grau. Estes campos ficaram conhecidos como Gulags, onde se formou uma elite criminal, dando origem à máfia russa moderna. Em 1941, com a invasão de Hitler à União Soviética, o governo necessitava de cada vez mais recrutas, e foi compensar a falta de reservistas com a convocação de prisioneiros, em troca da liberdade. Ao mesmo tempo que aspiravam pelo fim do cárcere, os prisioneiros também se viam no dilema de se aliar ao governo, o que seria um grave crime de traição dentro da organização criminal. Muitos dos prisioneiros optaram pela liberdade, e foram aos campos de batalha defender a bandeira da URSS. As autoridades, contudo, não cumpriram o estabelecido, e enviaram os criminosos novamente para as prisões. Os heróis de guerra foram então confrontados pelos detentos que não participaram da guerra, e foram apelidados "suki" (cadelas, em russo). Os suki, por outro lado, passaram a se organizar com o apoio dos oficiais, que além de privilegiarem os heróis de guerra, também viam na segregação entre os dois grupos um modo de limpar a prisão e diminuir o número de detentos. A rixa entre as duas facções de detentos levou à Guerra das Cadelas, que tirou a vida de milhares de detentos, sendo um dos principais argumentos na crítica ao sistema de Gulags. Em 1953, com a morte de Joseph Stalin, o novo líder soviético, Nikita Khrushchov, dissolveu os Gulags e enviou os prisioneiros mais perigosos a prisões comuns, encerrando a guerra interna, que todavia continuaria nas prisões, conhecidas como "colônias". A máfia russa ficou conhecida pelas operações e transações obscuras, pelo seu forte poder bélico e por sua facilidade em driblar os sistemas de leis do país. Inclusive, os chefes da Máfia costumavam, em seu ápice, nos anos 1990, ter assombrosa influência na legislação do país, contestando as leis que fossem contra seus negócios, fazendo jus ao apelido de "Vory v Zakone" — Bandidos dentro da Lei. A corrupção gerada pelas organizações era tanta que os criminosos chegavam até mesmo a manipular e empregar o próprio presidente russo, Boris Ieltsin, para obter benefícios, em troca de favores e apoio ao cargo. As organizações criminosas russas tinham tanto poder no país neste tempo que não era raro encontrar pessoas comuns e de baixa renda que realizassem serviços para elas. Com a chegada do presidente Vladimir Putin, em 2000, e sua consolidação no cargo, a máfia russa viveu uma crise sem precedentes, já que esse presidente, que contava com o cego apoio dos criminosos, sem nenhum tipo de advertência, tornou possíveis diversas estatizações de setores que estavam nas mãos da máfia russa, e ainda manteve, em tornou de si mesmo, uma força que reprimia até mesmo o poder judiciário, conseguindo assim conter a poderosa máfia russa, às vezes pelos meios que a própria utilizava. Com a acusação e eliminação de diversos oligarcas e agentes corruptos da polícia, principalmente judeus, a máfia russa perdeu muitos de seus contatos internos, como Roman Abramovich, Boris Berezovsky, Alexander Litvinenko, Mikhail Khodorkovski, Mikhail Prokhorov, entre outros, assim transferindo seu centro de atividades para o estrangeiro, agindo principalmente na Grã-Bretanha. HINO DA MÁFIA RUSSKAYA: A canção "Za Chto Vy Brosili Menya?" é considerada o hino da máfia russa durante os anos 1980 e 1990. Curiosamente, sua melodia é de autoria do compositor brasileiro Dorival Caymmi, em sua música Suíte dos Pescadores. A canção em português ganhou notoriedade na União Soviética em meados dos anos 1970, com o lançamento do filme Capitães de Areia, que marcou a geração da época, e teve grande repercussão no país, principalmente entre os adolescentes. A canção seria mais tarde adaptada para o russo. Anos depois, em 1979 viria a Guerra do Afeganistão, que durou até 1989, tirando a vida de 15.000 soviéticos. Durante a guerra, a canção era constantemente entoada pelos soldados russos, que a ostentavam como um símbolo da juventude. Em meados dos anos 1980, surgiriam os primeiros grandes grupos de crime organizado dentro da URSS, formados principalmente por recrutas dispensados da guerra, que continuaram a carregar a canção como um símbolo da juventude. Lançado em 2002, o seriado Brigada faz uma referência ao fato, quando os amigos do protagonista mafioso cantam a música durante seu casamento. O cantor Mikhail Krug, morto em 2002, é outro símbolo musical cujos versos fazem menção ao cotidiano da vida criminal russa. Intérprete de canções como Vladimirsky Central, em referência à Prisão Central de Vladimir, Ispoved, Magadan, Rosa e Zdravstvuite, o autor tornou-se extremamente popular entre os russos nos anos 1990, difundindo o gênero "Blatnaya", que vangloriava a vida suburbana e muitas vezes a própria vida criminosa e a máfia que então imperava na Rússia. CONFORMIDADE DE FALA DENTRO DO IC: Siga conforme seu personagem, como exemplo a Máfia Russkaya. Não fale igual um gangster, aja conforme um empresário, você dará com políticos. FUNÇÕES: Tráfico de armas, desenvolver política dentro do servidor, controlar empresas e logicamente o seu território de vendas (Galpão). REGRAS DAS MÁFIAS: Como dito suas funções acima, mafiosos não podem sair matando qualquer pessoa pelas ruas ou, muito menos, se meter em confusões. Mantenha a postura conforme sua chegada e saída de qualquer lugar. Não é porquê você é um mafioso que deve ser preso toda hora, aliás, ninguém quer ser preso. Evite roubos ao brilho do sol, apenas efetue roubos na escuridão da noite. Mande cargos menores para efetuar o roubo, o Boss cuida apenas "da grana". Siga as leis respeitando todos os policiais e políticos da cidade, mesmo você não gostando de algum deles.
  7. O QUÊ É A COSA NOSTRA (COISA NOSSA): A Cosa nostra (também conhecida apenas como Máfia) é uma sociedade criminosa secreta que se desenvolveu na primeira metade do século XIX na Sicília, Itália. No final do século XIX, a Cosa nostra também se desenvolveu nos Estados Unidos. Segundo Paolo Pezzino, "a Máfia é um tipo de crime organizado não apenas ativo em vários campos ilegais, mas também com tendências a exercer funções soberanas — normalmente pertencentes a autoridades públicas — sobre um território específico..." Alguns estudiosos veem a "máfia" como um conjunto de atributos, profundamente enraizados na cultura popular, como um "estilo de vida", como ilustrado pelo etnógrafo siciliano Giuseppe Pitrè, no final do século XIX: "A máfia é a consciência do valor de alguém; o conceito exagerado de força individual como o juiz único de todos os conflitos de interesses ou idéias." HISTÓRIA: A Cosa Nostra Americana surgiu no início do século XX, através da implantação de vários grupos de mafiosos sicilianos nos Estados Unidos da América pelo então Don Vito Cascio Ferro, na época um membro de alto escalão na Sicília (mais tarde, antes de ser preso pelo regime fascista na década de 1920, tornou-se o "Capo di tutti Capi" da Cosa Nostra na Sicília). As primeiras cidades a receberem sicilianos da Cosa Nostra foram Nova Iorque, Nova Orleans, Detroit, Cleveland e Tampa, entre outras. Na década de 1930, já existiam mais de vinte famiglie (ou Famílias ou Crime Families, como são chamados os grupos organizados da Cosa Nostra). Tais organizações — devido à pouca quantidade de membros — inicialmente trabalharam com os gangsters irlandeses e judeus, que estavam "por cima" no submundo criminoso; até que os suplantaram e os subjugaram, tornando-se a maior organização criminosa do país, mas ainda sim secretas e restritas. RITUAL DA COSA NOSTRA: O ritual de orientação na maioria das famílias acontece quando um homem torna-se um membro e depois soldado. Conforme descrito por Tommaso Buscetta ao juiz Giovanni Falcone, o novato é trazido à presença de, pelo menos, três "homens de honra" da família e o membro mais velho presente o adverte que "esta Casa" tem como função proteger o fraco do abuso do poderoso; então, fura o dedo do iniciado e pinga seu sangue sobre uma imagem sagrada, geralmente uma santa. A imagem é colocada na mão do iniciado e é acesa com fogo. O novato deve aguentar a dor, passando a imagem de uma mão para a outra, até a imagem ser consumida por completo, enquanto promete manter fé aos princípios da "Cosa nostra", jurando solenemente "que minha carne queime como este santo se eu falhar em manter meu juramento". Joseph Valachi foi a primeira pessoa a mencionar este fato num tribunal. Os sicilianos também têm uma lei de silêncio, chamada omertà. Ela proíbe a homens e mulheres cooperar de qualquer maneira com a polícia ou com o governo, sob pena de morte. OS 10 MANDAMENTOS: 1- Ninguém pode se apresentar diretamente a um de nossos amigos. Isso deve ser feito por um terceiro. 2- Nunca olhe para as esposas de seus amigos. 3- Nunca seja visto com policiais. 4- Não vá a bares e boates. 5- Estar sempre à disposição da Cosa nostra é um dever — mesmo quando sua mulher estiver prestes a dar à luz. 6- Compromissos devem sempre ser honrados. 7- As esposas devem ser tratadas com respeito. 8- Quando lhe for solicitada uma informação, a resposta deve ser a verdade. 9- Não se pode apropriar de dinheiro pertencente a outras famílias ou outros mafiosos. 10- Pessoas que não podem fazer parte da Cosa nostra: qualquer um que tenha um parente próximo na polícia; qualquer um que tenha um parente infiel na família; qualquer um que se comporte mal ou que não tenha valores morais. CONFORMIDADE DE FALA DENTRO DO IC: Siga conforme seu personagem, como exemplo a Cosa Nostra. Não fale igual um gangster, aja conforme um empresário, você dará com políticos. FUNÇÕES: Tráfico de armas, desenvolver política dentro do servidor, controlar empresas e logicamente o seu território de vendas (Galpão). REGRAS DAS MÁFIAS: Como dito suas funções acima, mafiosos não podem sair matando qualquer pessoa pelas ruas ou, muito menos, se meter em confusões. Mantenha a postura conforme sua chegada e saída de qualquer lugar. Não é porquê você é um mafioso que deve ser preso toda hora, aliás, ninguém quer ser preso. Evite roubos ao brilho do sol, apenas efetue roubos na escuridão da noite. Mande cargos menores para efetuar o roubo, o Don cuida apenas "da grana". Siga as leis respeitando todos os policiais e políticos da cidade, mesmo você não gostando de algum deles.
  8. O QUÊ É O PCC: Primeiro Comando da Capital (PCC) é uma organização criminosa do Brasil. O grupo comanda rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e narcotráfico. A facção atua principalmente em São Paulo, mas também está presente em 22 dos 27 estados brasileiros, além de países próximos, como Bolívia, Paraguai e Colômbia. Possui cerca de 30 mil membros, sendo que só no estado de São Paulo são mais de 8 mil membros. É considerada uma das maiores organizações criminosas do país. A organização é financiada principalmente pela venda de maconha e cocaína, mas roubos de cargas e assaltos a bancos também são fontes de faturamento. O grupo está presente em 90% dos presídios paulistas e fatura cerca de 120 milhões de reais por ano. O grupo surgiu em 1993 no Centro de Reabilitação Penitenciária de Taubaté, no Vale do Paraíba, local que acolhia prisioneiros transferidos por serem considerados de alta periculosidade pelas autoridades, e calcula-se que hoje tenha cerca de seis mil integrantes dentro do sistema penitenciário e outros 1,6 mil em liberdade, apenas no estado de São Paulo. O PCC também é identificado pelos números 15.3.3, pelo fato de a letra "p" ser a 15ª letra do alfabeto português na época e a letra "c" ser a terceira. Vários dos ex-líderes da organização estão presos, como o criminoso Marcos Willians Herbas Camacho (vulgo Marcola), que cumpriu sentença de 44 anos, principalmente por assalto a bancos, no Centro de Readaptação Penitenciária de Presidente Venceslau, onde estava presa toda a cúpula da facção e foi transferido juntos com outros 21 criminosos do PCC para os presídios federais de segurança máxima de Porto Velho, Rondônia e Mossoró, Rio Grande do Norte no dia 13 de fevereiro de 2019 HISTÓRIA: PCC foi fundado em 31 de agosto de 1993 por oito presidiários, no Anexo da Casa de Custódia de Taubaté (a 130 quilômetros da cidade de São Paulo), chamada de "Piranhão", até então a prisão mais segura do estado de São Paulo. O PCC, que foi também chamado no início como Partido do Crime, afirmava que pretendia "combater a opressão dentro do sistema prisional paulista" e "vingar a morte dos cento e onze presos", em 2 de outubro de 1992, no "massacre do Carandiru", quando a Polícia Militar matou presidiários no pavilhão 9 da extinta Casa de Detenção de São Paulo. O grupo usava o símbolo chinês do equilíbrio yin-yang em preto e branco, considerando que era "uma maneira de equilibrar o bem e o mal com sabedoria". Em fevereiro de 2001, Sombra tornou-se o líder mais expressivo da organização ao coordenar, por telefone celular, rebeliões simultâneas em 29 presídios paulistas, que se saldaram em dezesseis presos mortos. Idemir Carlos Ambrósio, o "Sombra", também chamado de "pai", foi espancado até a morte no Piranhão cinco meses depois por cinco membros da facção numa luta interna pelo comando geral do PCC. O PCC começou então a ser liderado por "Geleião" e "Cesinha", responsáveis pela aliança do grupo com a facção criminosa Comando Vermelho (CV), do Rio de Janeiro. "Geleião" e "Cesinha" passaram a coordenar atentados violentos contra prédios públicos, a partir do Complexo Penitenciário de Bangu, onde se encontravam detidos. Considerados "radicais" por uma outra corrente do PCC, mais "moderada", Geleião e Cesinha usavam atentados para intimidar as autoridades do sistema prisional e foram depostos da liderança em Novembro de 2002, quando o grupo foi assumido por Marcos Willians Herbas Camacho, o "Marcola". Além de depostos, foram jurados de morte sob a alegação de terem feito denúncias à polícia e criaram o Terceiro Comando da Capital (TCC). Cesinha foi assassinado em presídio de Avaré, São Paulo. Sob a liderança de Marcola, também conhecido como "Playboy", atualmente detido por assalto a bancos, o PCC teria participado no assassinato, em Março de 2003, do juiz-corregedor António José Machado Dias, juiz da Vara de Execuções de Presidente Prudente. A facção tinha recentemente apresentado como uma das suas principais metas promover uma rebelião de forma a "desmoralizar" o governo e destruir o RDD (regime disciplinar diferenciado), onde os detidos passam vinte e três horas confinados às celas, sem acesso a jornais, revistas, rádios ou televisão por apresentarem alto risco a sociedade. FUNCIONAMENTO: Com o objetivo de conseguir dinheiro para financiar o grupo, os membros do PCC exigem que os "irmãos" (os sócios) paguem uma taxa mensal de cinquenta reais, se estiverem detidos, e de mil reais, se estiverem em liberdade. O dinheiro é usado para comprar armas e drogas, além de financiar ações de resgate de presos ligados ao grupo. Para se tornar membro do PCC, o criminoso precisa ser apresentado por um outro que já faça parte da organização e ser "batizado" tendo como padrinho 3 "irmãos". Um "irmão" só pode batizar outro membro 120 dias após ele próprio ter sido batizado, e o novo "irmão" tem de cumprir um estatuto de dezesseis itens, redigido pelos fundadores e atualizado por Marcos Camacho DESENVOLVIMENTO DE FALA EM GAME: Deve ser por obrigação a fala de acordo com sua facção, como exemplo a PCC. Se você é integrante desta facção aja de acordo com o quê ela oferece, exemplo: Se você é um "gangster" você não falar igual um policial ou advogado. Caso descumpra essa regulação, será punido conforme as regras do servidor. FUNÇÕES: Tráfico de Drogas, Dominação de Territórios, manter a paz e ordem em seu bairro. Regras de Gangsteres: Como todos sabem, existe rivalidade entre as Gangues, então para ficar algo levado para o Role Play extremo, vamos aos seguintes; REQUISITOS: Gangues não andam em Território inimigos(exceto Favela e Pista de Skate); Ao ver um Rival na sua, ao invés de chegar atirando, insulte-os até gerar uma briga; Brigas de rua só são autorizadas usarem: Socos, e armas brancas; Gangues andam em grupos e não ficam ostentando materiais/armamentos ilegais por onde andam. HIERARQUIA: Chefão: Comandante da facção, responsável por tudo e todos, não se envolve em vendas, apenas recebe o dinheiro e compra novos armamentos de terceiros de sua confiança para fornecer ao frente; Braço direito: Homem de confiança do chefão, ele que toma de conta de tudo enquanto o chefão está por fora; Gerente: Responsável pelo recolhimento da fatura do tráfico. Fica com toda a grana no fim do plantão e contabiliza toda a grana faturada dando-a para o Chefão; Frente: O comandante da ideologia de conflito entre policiais ou outros gangsteres, ele que vai para a guerra enfrentar tudo e todos; Vapor: Fornecedor de drogas e armas para o traficante e frente; Fogueteiro: Estoura os fogos para o aviso da chegada dos policiais, ele é informado da chegada pelo aviãozinho; Aviãozinho: Informante de quando a policia está chegando na favela ou para o traficante.
  9. DENUNCIA @UP Será punido conforme as regras do servidor. Tanto em imagens quanto em sua defesa, ele mesmo afirma ser ele com suas proprias palavras.
  10. Opa, cá estou. Denúncia analisada por horas, peço que a presidência analise e veja a situação deste. Caso vejam que realmente tive uma má análise (está totalmente explicado o motivo do fail e da reversa na denúncia autoral dele) eu peço que retire o autor deste do campo e me puna de acordo com as regras. Desde já, grato. Caso seja uma denúncia fail, não peço que puna ele, apenas mantenha-o ao campo conforme está. Sobre eu não estar logando não é por inatividade e sim por necessidade, peço que tenha coerência e tente saber antes de julgar. Sim, estou no fórum e cumprindo minha carga horária por cá. Não, eu não falei que era BUG DO SERVIDOR e sim, bug visual onde você vai para o DB' e depois tenta novamente retomar ao veiculo. Não sou "delegado" para te liberar de algo, sou administrador. "... o delegado até me liberou" Se você chegou em um senso onde até o delegado e os policiais te liberaram, por que denunciar? Isso é se contradizer já que fizeram o certo com você. Infelizmente vocês estão camuflados de ego querendo um acabar com o outro. A denúncia sim foi considerada como FORJADA, com contra-provas e ao pedido do acusado, reversa dada de acordo com as regras do fórum. Você foi um administrador, deveria saber pelo menos o mínimo disto. Atenciosamente; Baidu.
  11. DENUNCIA @UP Mesmo que o autora deste fosse vista em meio as plantações, colhendo, plantando ou até mesmo vendendo, seria apenas um crime de Tráfico de drogas. Como ela estava carregando mudas de maconha e como dito, a quantidade se baseia no tráfico, ela poderia ser incriminada apenas com um tráfico (mesmo se fosse vista colhendo e quando enquadrada ou revistada na DP' estivesse com o flagrante). Como não dito nada sobre fé pública ou muito menos apresentada alguma contra-prova sobre, será punido conforme as regras do servidor. Cordialmente; Baidu.
×